Programa

PSP distribui 90 mil pulseiras que ajudam pais a localizar crianças perdidas

PSP distribui 90 mil pulseiras que ajudam pais a localizar crianças perdidas

A PSP vai disponibilizar a partir de sábado 90 mil pulseiras que ajudam pais e educadores a localizar crianças entre os dois e os 10 anos que estejam perdidas, foi esta sexta-feira anunciado.

As pulseiras distribuídas nesta nova edição de o programa "Estou Aqui" vão ficar ativas até 31 de maio de 2020.

Segundo a Polícia de Segurança Pública, as pulseiras, que são pessoais, intransmissíveis e gratuitas, podem ser pedidas em https://estouaqui.mai.gov.pt/ e ficam disponíveis em poucos dias na esquadra da PSP selecionada.

Através deste programa, os pais podem solicitar uma pulseira com um código alfanumérico que permite, no caso da criança se perder, chegar ao contacto com os pais, educadores ou tutores de uma criança, refere a PSP, garantindo que os dados "são única exclusivamente geridos" pela polícia.

O diretor do gabinete de imprensa e relações públicas da PSP, Alexandre Coimbra, disse à agência Lusa que 90 mil pulseiras estão a partir de sábado disponíveis em todas as esquadras do país para serem levantadas pelos pais.

O programa "Estou Aqui" teve início em 2012 e desde então já foram distribuídas quase 300 mil pulseiras, 72.094 das quais na última edição que termina hoje.

De acordo com a PSP, nos primeiros três anos do programa as pulseiras só estavam ativas durante os meses de verão, passando em 2017 a ter uma duração anual.

Alexandre Coimbra avançou à Lusa que nos últimos três dias foram pedidas 14.943 pulseiras na base de dados.

Desde 2012 que a PSP registou três casos de crianças que se perderam e que as pulseiras foram ativadas.

As pulseiras são válidas em Portugal e podem ser pedidas para crianças portuguesas e estrangeiras.

O lançamento deste do ano do programa "Estou Aqui" decorreu esta sexta-feira na Unidade Especial de Polícia, em Belas, e contou com a presença de 150 crianças.