Futebol

PSP evita ataque de "casuals" a tiros de shotgun em Braga

PSP evita ataque de "casuals" a tiros de shotgun em Braga

A PSP evitou um ataque de mais uma centena de "casuals" nas imediações da rotunda do Estádio Municipal de Braga, tendo de disparar vários tiros de "shotgun" para o ar, presenciou o JN.

Os incidentes ocorreram entre as 18.15 e as 18.30 horas, quando alguns agentes da PSP, trajados à civil, viram a chegada de "casuals", vestidos de negro e com as caras tapadas, que se preparariam para atacar outros adeptos que se encontravam nas rulotes.

Com os tiros de intimidação da PSP, os "casuals" dispersaram, uns para cada lado. Depois de terem descido a Calçada de São Martinho, reorganizaram-se e formaram um grupo superior a uma centena, que foi desfeito pela pronta intervenção da PSP de Braga e do Corpo de Intervenção.

O jogo foi considerado pela PSP de "elevado risco", tendo sido mobilizados cerca de 250 agentes para dentro e fora do Estádio Municipal de Braga.

Mais incidentes, petardos e tochas

A primeira parte do jogo Braga - Benfica ficou marcada por mais incidentes, alguns ainda antes do início do encontro, com a PSP a identificar vários suspeitos de lançarem petardos a partir das bancadas dos adeptos do Benfica.

Só com os cães de manutenção de ordem pública do Corpo de Intervenção da Polícia de Segurança Pública foi possível conter os ímpetos agressivos e muitas provocações mútuas entre adeptos do Sporting Clube de Braga e do Sport Lisboa e Benfica, a poucos minutos do começo do jogo, entre a Avenida do Estádio e a Alameda da Bancada Nascente.

Aos 11 minutos do jogo, aquando do golo do benfiquista Salvio, rebentaram petardos e tochas entre as claques benfiquistas, tendo sido lançados, de cima para baixo, bastantes pregos, contra os adeptos do Sporting de Braga, na Bancada Nascente.

No início da segunda parte houve lançamento de mais petardos e tochas, obrigando a uma redobrada atenção dos agentes da PSP e dos seguranças privados, alguns dos quais foram mesmo às bancadas acalmar os ânimos mais exaltados.

A PSP apreendeu engenhos pirotécnicos a um grupo de adeptos benfiquistas, sendo que tais artefactos são considerados como armas proibidas nos estádios de futebol e em todos os locais de espetáculos públicos.

ver mais vídeos