Novo balanço

Uma vítima por semana. Foram mortas 14 mulheres desde o início do ano

Uma vítima por semana. Foram mortas 14 mulheres desde o início do ano

Desde o início de 2019, já morreram 14 mulheres assassinadas às mãos de namorados, maridos, ex-companheiros, familiares ou outras pessoas próximas. Em média, morreu uma mulher por semana.

O caso mais recente aconteceu este sábado. Uma mulher, de 44 anos e estrangeira, foi encontrada morta na banheira da casa onde vivia, em Torres Vedras, com sinais de homicídio. Segundo a PSP, foi detido um suspeito de 54 anos, um homem que "pagava serviços sexuais à vítima sempre que se encontrava com ela".

O homem fugiu da habitação, tendo sido mais tarde detido pela GNR na sua residência, em São Mamede da Ventosa, ainda no concelho de Torres Vedras.

5 de janeiro

Algarve

Um casal foi encontrado morto em casa, em Lagoa. Tudo indica que Nuno Guerreiro tenha assassinado a companheira, Lúcia Rodrigues, tendo-se suicidado com a mesma arma.

7 de janeiro

Açores

Um homem de 52 anos matou a cunhada, de 46 anos, à pancada na ilha Terceira. O crime ocorreu na sequência de uma disputa por uma casa que pertencia à mãe do homicida.

11 de janeiro

Almada

Vera Silva foi morta, na casa onde residia, no Pragal, Almada, vítima de espancamento. O corpo ficou quase irreconhecível, com severas marcas de agressões. Foi transportada ainda com vida para o Hospital Garcia de Orta, onde acabou por não resistir aos ferimentos.

Alandroal

Um homem de 83 anos matou a mulher, com a mesma idade, e a irmã desta, de 80. Tentou suicidar-se, foi encontrado com vida, mas acabou por morrer no hospital.

17 de janeiro

Oeiras

Um homem de 72 anos matou, com um tiro de caçadeira, a mulher, de 71 anos, e suicidou-se no apartamento onde residiam há pelo menos 40 anos. O alerta foi dado pela filha do casal, que se deslocou à habitação dos pais após estes não terem atendido o telefone.

27 de janeiro

Santarém

Negócios de prostituição terão estado na origem do homicídio de uma mulher de 48 anos, de nacionalidade brasileira. A vítima foi agredida com violência, degolada e deixada agonizante na habitação que usava para atender os clientes.

31 de janeiro

Moimenta da Beira

Bombeiro detido por matar à facada uma mulher de 25 anos. O homem manteria um relacionamento amoroso com a vítima e confessou o crime. Menino de cinco anos encontrou a mãe sem vida quando se preparava para ir para a escola e avisou a avó e a tia.

4 de fevereiro

Pedro Henriques, 39 anos, suicidou-se depois de ter esfaqueado mortalmente a sogra e matado a filha de dois anos, com quem fugiu de carro, depois do primeiro crime, no Seixal.

18 de fevereiro

Ana Silva, 53 anos, foi morta pelo ex-companheiro na Golegã.

6 de março

Uma mulher de 39 anos foi assassinada pelo marido, esta quarta-feira à noite, na freguesia de Salamonde, em Vieira do Minho, Braga. É a 12.ª vítima mortal de violência doméstica este ano.

7 de março

Uma mulher tailandesa, cuja cabeça foi encontrada a 7 de março num saco do lixo na praia de Leça da Palmeira, terá sido assassinada e desmembrada pelos patrões do salão de massagens onde trabalhava e também morava, em Matosinhos. A Polícia Judiciária anunciou na sexta-feira ter reunido prova para deter a dona do estabelecimento, também de origem tailandesa, de 52 anos. O companheiro está em fuga.

6 de abril

Uma mulher de 44 anos e nacionalidade estrangeira foi, este sábado, encontrada morta na banheira de casa, em Torres Vedras, com sinais de homicídio. As autoridades detiveram um suspeito, de 54 anos, que alegadamente lhe pagava por serviços sexuais.

Imobusiness