Premium

Rosa Grilo e amante matam triatleta para lucrar meio milhão

Rosa Grilo e amante matam triatleta para lucrar meio milhão

Acusação deve ser conhecida esta segunda-feira. Móbil do crime centrado no dinheiro dos seguros e na vontade de assumir romance.

Rosa Grilo e o amante, António Félix Joaquim, conhecem hoje a acusação do Ministério Público. Serão indiciados por crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver, motivados pela vontade de ficarem juntos e de receber cerca de meio milhão de euros dos seguros de vida do triatleta Luís Grilo, assassinado a 15 de julho do ano passado.

A prova recolhida pela Polícia Judiciária e pelos elementos do Laboratório de Perícia Científica permitiu estabelecer que o atleta e engenheiro informático, de 50 anos, foi assassinado no quarto da habitação do casal. Muito provavelmente, estaria até deitado na cama quando foi baleado, a sangue-frio, depois de ter sido agredido. A violência deixou, no entanto, vestígios de sangue numa parede, detetados pela PJ, apesar de os cúmplices terem tentado fazer limpeza profunda das marcas.