Porto

Sem-abrigo cobrava renda em prédio devoluto que incendiou

Sem-abrigo cobrava renda em prédio devoluto que incendiou

Cobrava renda a um casal sem-abrigo para viver num prédio devoluto que ele próprio ocupava ilegalmente, no centro do Porto. Quando os "inquilinos" deixaram de pagar, raptou-lhes um cão e atirou-o para dentro de um contentor do lixo.

Na segunda-feira, a meio da tarde, incendiou o edifício por vingança. José Teixeira, de 54 anos, até deu uma entrevista ao JN para descartar responsabilidades pelo fogo, mas acabou por ser detido pela Polícia Judiciária do Porto (PJ) e já confessou os crimes.

De acordo com informações recolhias pelo JN, o suspeito, também ele um sem-abrigo, ocupa o edifício há cerca de um ano. Há três meses, convidou um casal, também sem residência fixa, a viver consigo no prédio da Rua Pinto Bessa, mediante o pagamento de uma renda mensal de 100 euros.

Ler mais na edição impressa ou epaper.