Moura

Sexagenário degolado em monte da Herdade dos Machados

Sexagenário degolado em monte da Herdade dos Machados

José Eduardo Carreira, de 65 anos, foi encontrado morto na tarde de segunda-feira, na habitação onde vivia: o rés-do-chão do monte da Herdade dos Machados, uma exploração com mais de 8 mil hectares, propriedade em que um abastado empresário espanhol tem cerca de 90% do capital.

Foi o filho do antigo pastor, que vive no primeiro andar da habitação, quem deu o alerta às autoridades, cerca das 17.55 horas, depois de ter estranhado a ausência do pai. Ao entrar em casa do progenitor, deu com ele numa poça de sangue.

O JN apurou que o corpo já estava rígido, sinal de que tinha morrido há alguns dias. A vítima apresentava um corte profundo no pescoço e, junto ao corpo, estava uma faca. Com ele, também estava a carteira com todos os documentos e, fora desta, uma nota de cinco euros.

Com a chegada da GNR, o local foi vedado, tendo os operacionais dos bombeiros e da viatura de suporte imediato de vida (SIV) de Moura sido dispensados. Face às suspeitas do crime de homicídio, foi então alertado o piquete da Diretoria do Sul da Polícia Judiciária, em Faro.

A Herdade dos Machados fica a sete quilómetros de Moura e o acesso ao monte, onde também funcionam os escritórios, faz-se através da Estrada Nacional 258, que liga a sede de concelho a Safara.

O corpo foi transportado pelos Bombeiros de Moura para o Gabinete Médico Legal de Beja, onde deu entrada cerca das 2 horas desta terça-feira. O cadáver deverá ser autopsiado esta quarta-feira com a presença dos inspetores da PJ.

ver mais vídeos