Violência doméstica

Suspeito sob vigilância eletrónica por reincidir agressões à mulher

Suspeito sob vigilância eletrónica por reincidir agressões à mulher

Um homem de Vila Nova de Gaia foi colocado sob vigilância eletrónica após reincidir em agressões à companheira e a impedir de aceder às redes sociais, anunciou a GNR, que deteve o suspeito.

"O agressor ameaçava a vítima, uma mulher de 40 anos, impedindo-a de aceder às redes sociais, chegando mesmo a agredi-la quando o fazia, justificando o seu comportamento com o facto de suspeitar que a sua esposa mantinha uma relação extraconjugal", informa o Comando da GNR do Porto, em comunicado.

Segundo a fonte, um juiz de instrução aplicou já ao arguido as medidas de coação de afastamento da residência, com proibição de se aproximar num raio de 800 metros, proibição de contacto com a vítima por qualquer meio e proibição de aquisição de armas ou objetos suscetíveis de afetar a integridade física da vítima, sendo controlado à distância através de pulseira eletrónica.

O suspeito já tinha sido constituído arguido em 2018 por violência doméstica, num processo que se encontrava suspenso provisoriamente.

"No entanto, durante a fase da suspensão processual, além de não cumprir tratamento médico imposto, reincidiu nos comportamentos violentos contra a vítima, motivos que levaram à sua detenção", frisa a GNR.