Lisboa

PSP responde a pedras com tiros e faz quatro detenções no Rossio

PSP responde a pedras com tiros e faz quatro detenções no Rossio

A manifestação contra a violência policial e o racismo que teve lugar, esta segunda-feira, em Lisboa terminou com alguns desacatos e a detenção de quatro pessoas.

Num ponto de situação feito aos jornalistas pelas 20 horas, o comissário da PSP Tiago Garcia confirmou a detenção de quatro pessoas e o registo de vários feridos, todos agentes da Polícia que sofreram ferimentos ligeiros. Muitas viaturas de civis e uma da PSP ficaram danificadas devido ao arremesso de pedras e petardos, combatidos pelas autoridades com disparos de balas de borracha, para dispersar os manifestantes.

Apesar de as autoridades terem conseguido conter os momentos de tensão cerca das 19.30 horas, ​​​​​ a operação policial estendeu-se às horas seguintes, por precaução.

Cerca de uma centena de moradores no Bairro da Jamaica, no Seixal, Setúbal, protestaram, esta tarde, em frente ao Ministério da Administração Interna (MAI), em Lisboa, para dizerem "basta" à violência policial e "abaixo o racismo".

O protesto, que juntou centenas de pessoas, foi convocado através das redes sociais, depois de, no domingo, uma intervenção da PSP no Bairro da Jamaica, no Seixal, ter acabado com vários feridos.

A controlar a ação de protesto estiveram cerca de duas dezenas de polícias, nomeadamente elementos da Unidade Especial da PSP.

Imagens dos confrontos foram divulgadas nas redes sociais.

ver mais vídeos