Premium

Toupeira do Benfica volta a trabalhar em computadores

Toupeira do Benfica volta a trabalhar em computadores

O funcionário judicial José Nogueira da Silva, arguido no processo e-Toupeira e suspeito de ser o principal informador do Benfica no sistema de justiça, já regressou às funções que desempenha no Tribunal Judicial de Guimarães, onde está a trabalhar com acesso a computadores e aos processos daquela comarca.

Está a trabalhar próximo de outro funcionário judicial, Júlio Loureiro, que também é arguido naquele processo, mas foi ilibado pela juíza Ana Peres.

José Nogueira da Silva vai ser julgado, tendo sido pronunciado por crimes de corrupção e violação de segredo, entre outros. O funcionário judicial, natural de Fafe, a trabalhar em Guimarães e ligado à área da informática, esteve, inicialmente, em prisão preventiva. Passou entretanto para prisão domiciliária, até que, aquando do despacho de pronúncia, a medida de coação foi mais uma vez atenuada.