Justiça

Tribunal condena deputado a pagar dois mil euros por atropelar cantoneira

Tribunal condena deputado a pagar dois mil euros por atropelar cantoneira

O Tribunal Local Criminal de Lisboa condenou, esta quinta-feira, a uma pena de multa de dois mil euros o deputado da Assembleia da República que, em 2016, atropelou uma cantoneira em Lisboa.

Pedro Delgado Alves - eleito pelo Partido Socialista (PS) e presidente da Junta de Freguesia do Lumiar, na capital - fica ainda impedido de conduzir veículos a motor durante sete meses. Maria José Guiomar, representante da vítima, já garantiu que irá recorrer da decisão. O defensor do arguido, Vítor Faria, admite igualmente fazê-lo.

O caso remonta à madrugada de 17 de maio de 2016, quando, pelas 01.50 horas, o carro conduzido pelo deputado chocou contra um camião do lixo parado na via da direita da Avenida Almirante Gago Coutinho, em Lisboa, atingindo uma cantoneira que, no momento do embate, se encontrava de pé no estribo do lado esquerdo do veículo. Na sequência do acidente, Maria Lúcia Santos ficou ferida com gravidade na perna esquerda e foi obrigada a tirar 596 dias de baixa médica.

Durante o julgamento, Pedro Delgado Alves confirmou, no essencial, os factos, mas justificou o embate com uma avaria mecânica, que o fez perder o controlo do automóvel quando tentava aumentar a distância lateral para o camião.

A versão não convenceu o tribunal, que, esta quinta-feira, considerou que o acidente "só ocorreu devido à desatenção do arguido", por motivos que não foram apurados.

A juíza que presidiu o julgamento considerou, no entanto, que, ao contrário do que sustentava o Ministério Público (MP), não houve perigo para a vida da vítima. Pedro Delgado Alves foi, por isso, condenado por um crime de ofensa à integridade física por negligência simples - punível com multa até 120 dias ou até um ano de prisão - e não na sua forma agravada, como pretendia o MP.

O tribunal optou, assim, por aplicar uma pena de multa de 50 dias, à taxa diária de 40 euros, o que perfaz, no total, dois mil euros.