Crime

Tripulante de ambulância de Valença assaltada durante serviço de emergência

Tripulante de ambulância de Valença assaltada durante serviço de emergência

Uma bombeira dos Bombeiros Voluntários de Valença foi assaltada, na noite de quarta-feira, durante uma operação de socorro com transporte de um doente para o Serviço de Urgência Básica (SUB) do Centro de Saúde de Monção.

Segundo o comandante da corporação, Miguel Lourenço, o assalto ocorreu, cerca das 20.10 horas, no espaço de "cerca de dez minutos", entre a retirada do utente da ambulância, parada à porta do centro, e a sua entrega no serviço.

"Entraram dentro da ambulância da tripulante e levaram a carteira com 80 euros e com a documentação toda que se encontrava entre os bancos, na cabine de condução, com um casaco por cima. Quando a bombeira chegou tinha a bolsa aberta e a carteira não estava lá. Foi enquanto pararam e levaram o doente lá dentro", contou o comandante, referindo que foi apresentada queixa no posto da GNR de Valença. "Para mim isto é muito grave. Foi durante uma saída de emergência", considerou.

"Há 23 anos que faço parte dos Bombeiros de Valença e é a primeira vez que assisto a um caso lamentável como este. Se o dinheiro não aparecer, alguma coisa iremos fazer para restituir o dinheiro à nossa tripulante, um elemento exemplar da corporação", explicou Miguel Lourenço, à Lusa.

"É dinheiro que lhe faz falta. É uma pessoa que não merecia. É uma jovem exemplar, muito participativa e sempre disponível para ajudar o próximo", reforçou.

ver mais vídeos