Açores

Violou adolescente com promessa de que sexo era bom para a saúde

Violou adolescente com promessa de que sexo era bom para a saúde

Jovem, agora com 18 anos, foi alvo de abusos sexuais desde 2012. Agressor partilhava a casa com a vítima e foi detido pela PJ.

Ao longo de sete anos, uma rapariga, agora com 18 anos, foi violada, alvo de abusos sexuais e perseguida. Os crimes ocorreram quase sempre na casa onde vivia, no concelho da Horta, na ilha do Faial, nos Açores, e foram cometidos por um familiar, que residia na mesma habitação.

O trabalhador da construção civil, de 50 anos, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) e será, esta quinta-feira, sujeito a primeiro interrogatório judicial, para aplicação das medidas de coação.

Segundo comunicado do Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada da PJ, o detido está indiciado pela "prática de múltiplos crimes de abuso sexual de criança agravado, abuso sexual de menores dependentes agravado, violação e perseguição, ocorridos desde 2012 até ao corrente ano".

A PJ explica ainda que "o arguido tem uma relação de proximidade familiar e de coabitação com a vítima, da qual se foi aproveitando ao longo dos anos para, reiteradamente, a sujeitar a agressões de índole sexual". É suspeito de manipular a vítima "psicologicamente com alegadas vantagens para a saúde e cumprimento de ordens de cariz sobrenatural".