Covid-19

Inutilização de 78 doses de vacinas nas Caldas da Rainha sob investigação

Inutilização de 78 doses de vacinas nas Caldas da Rainha sob investigação

O Centro Hospitalar do Oeste confirmou a abertura de um inquérito para apurar as circunstâncias da inutilização de 78 doses de vacinas contra a covid-19, alegadamente por avaria do sistema de frio no Hospital das Caldas da Rainha.

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) confirmou à agência Lusa "a inutilização de 13 frascos de vacina contra a covid-19" da Pfizer/BioNTech, o equivalente a 78 doses, destinadas à vacinação de profissionais que aguardavam a administração da segunda dose.

De acordo com o conselho de administração do CHO, as vacinas foram inutilizadas depois de no dia 19 ter sido detetado, no Hospital das Caldas da Rainha, no distrito de Leiria, "um registo anormal de temperatura no interior do equipamento de frio usado para as acondicionar, por aparente avaria do frigorifico".

PUB

Num mail enviado às redações, o conselho de administração refere que já foi deliberada a abertura de um "processo de inquérito para averiguar o sucedido", aguardando a conclusão do mesmo para disponibilizar informações mais concretas sobre a inutilização das vacinas.

Até hoje "já foram vacinados 1.482 profissionais, dos quais 330 com a primeira dose e 1.152 com a vacinação completa", explicou o CHO, acrescentando que o universo de trabalhadores considerados no processo de vacinação "é de 1.700, já que os trabalhadores que contraíram a doença não estão contabilizados como sendo prioritários".

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais das Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos das Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra. Estes concelhos dividem-se entre os distritos de Lisboa e Leiria.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG