O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Jovem da Maia inventa carjacking e agressão para não ir trabalhar

Jovem da Maia inventa carjacking e agressão para não ir trabalhar

Jovem da Maia arrisca um ano de cadeia.

O condutor de 23 anos que se queixou de ter sido agredido, na Maia, por um assaltante que lhe roubou o carro, na última quarta-feira, inventou toda a história para não ir trabalhar. Já foi constituído arguido pela GNR e vai responder por simulação de crime, arriscando pena de prisão até um ano.

Desmontar a versão do jovem sobre o carjacking, que desde o início levantou dúvidas, custou à GNR um trabalho intenso de investigação. A "vítima" contou que tinha sido obrigada a parar o carro quando seguia na Rua Engenheiro Frederico Ulrich, pois viu um homem - que descreveu detalhadamente - caído no chão. Tentou ajudá-lo e ele atacou-o, roubou-lhe as chaves do carro e fugiu com ele. Ainda lhe deu com uma pedra na cabeça e até tinha um vermelhão na testa para o provar. Dali foi para casa e depois para o hospital. O carro foi encontrado na Rua de Chancidro, não muito longe da casa do jovem, sem qualquer dano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG