Premium

Italiano que afundou Beira-Mar julgado em Espanha por fraude

Italiano que afundou Beira-Mar julgado em Espanha por fraude

Pedidos seis anos de cadeia para antigo "dono" da SAD, que está preso. Dinheiro investido foi desviado de empresa.

O italiano Omar Scafuro, que presidiu à SAD do Beira-Mar até ser destituído, num processo que terminaria com a insolvência da sociedade em 2015, está preso em Espanha e arrisca entre cinco e 16 anos de cadeia por causa de um desfalque de mais de meio milhão de euros na empresa na qual era diretor-geral, dinheiro que usou, sem autorização, para controlar a gestão do clube aveirense. Em causa estão crimes de apropriação indevida, gestão danosa e burla.

Na cadeia desde fevereiro, Omar Scafuro está a ser julgado em Saragoça na sequência de um processo resultante de uma queixa da empresa onde trabalhava, a Pieralisi España, de maquinaria para produção de azeite. Em dezembro de 2013, Scafuro terá começado a transferir um total de 542 400 euros que, de acordo com a acusação, citado pela Imprensa espanhola, aproveitou, sem o conhecimento da empresa, para se tornar, em nome pessoal, o principal acionista da SAD do Beira-Mar.

Outras Notícias