Exclusivo

Jogadores de futsal condenados por agressão e insultos a árbitro

Jogadores de futsal condenados por agressão e insultos a árbitro

Penas de prisão foram suspensas, mas vão ter de pagar multas. Reagiram mal a expulsão durante encontro entre o Estoril Praia e o Fonte Santense.

Três jogadores de futsal foram condenados a pagar entre 650 e 840 euros de multa por terem chamado "filho da puta" a um árbitro que os expulsou de um jogo disputado, em 2016, em Alcabideche, Cascais. Dois deles foram ainda punidos com penas de prisão suspensas por terem agredido ou tentado agredir o juiz da partida. A decisão do Tribunal Local Criminal de Cascais foi agora confirmada pelo Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) e determina que o ofendido seja indemnizado em dois mil euros.

O caso remonta a 15 de maio de 2016 e a um encontro entre as equipas seniores do Estoril Praia e o Fonte Santense, da Associação de Futebol de Lisboa. Ainda na primeira parte, e numa altura em que o Fonte Santense perdia por 4-0, um futsalista deste clube mostrou-se desagradado com uma decisão do árbitro proferindo as expressões "foda-se, caralho". O desabafo valeu-lhe a expulsão. A partir daí, a confusão instalou-se.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG