O Jogo ao Vivo

Setúbal

Jovem modelo assassinado por causa de cartão bancário perdido

Jovem modelo assassinado por causa de cartão bancário perdido

Os suspeitos do homicídio do jovem estudante e modelo Tiago Danu, em Setúbal, são dois amigos, ambos com dupla nacionalidade síria e sueca, que chegaram a Portugal poucos dias antes do crime, cometido em 27 de novembro. A Polícia Judiciária (PJ) já deteve os homens, de 27 e 39 anos, e concluiu que na origem do crime está o furto de um cartão bancário de um dos suspeitos. Só ainda não conseguiu descobrir como é que dois estrangeiros, um dos quais procurado por tráfico de droga, conseguiram ter acesso a imagens de videovigilância de um centro comercial.

Nascidos na Síria, mas a viver na Suécia há muitos anos, os dois amigos aterraram em Portugal no final do mês passado. Ainda não foi possível apurar o intuito da visita a Portugal, mas sabe-se que um deles perdeu, em Lisboa, a carteira que guardava um cartão bancário.

A PJ também tem conhecimento de que os dois homens conseguiram saber que o cartão bancário perdido tinha efetuado pagamentos em diferentes espaços comerciais de um velho centro comercial situado em Setúbal. E sabe que aqueles tiveram acesso a uma imagem do sistema de videovigilância do espaço comercial, que revelava um jovem na posse do cartão, acompanhado de amigos.

PUB

Com essa informação, os suspeitos localizaram um desses rapazes no Monte Belo Norte, um local ermo nas traseiras dos Bombeiros Sapadores de Setúbal, e raptaram-no. Na noite desse domingo, a vítima estava com dois amigos, um deles Tiago Danu, que, quando viu o rapaz ser arrastado para um carro, tentou ajudá-lo. Foi, imediatamente, esfaqueado por um dos raptores e morreria no hospital.

Procurado por tráfico

O amigo foi levado para outro local isolado e, mais uma vez, ameaçado para identificar quem estava na posse do cartão bancário. Negou sempre qualquer envolvimento no caso e seria largado no mesmo sítio de onde tinha sido levado.

Já com Tiago Danu morto, o suspeito de 39 anos regressou à Suécia no dia 30 de novembro. Ontem, foi detido nesse país, no cumprimento de um mandado de detenção europeu, requerido pelas autoridades nacionais e aguarda extradição para Portugal.

O suspeito mais novo já era procurado por tráfico de droga e ficou em Portugal. Acabou detido esta quarta-feira, mas à ordem de um mandado europeu emitido a pedido de um tribunal sueco, por causa da droga.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG