Tribunal

Jovem que esfaqueou amigo em Gondomar vai continuar preso

Jovem que esfaqueou amigo em Gondomar vai continuar preso

Tribunal do Porto manteve pena de cinco anos e meio para jovem que invadiu escola em Fânzeres e esfaqueou amigo em janeiro do ano passado.

Jaider Carvalho Júnior, 19 anos, foi esta manhã de segunda-feira novamente condenado por um crime de homicídio qualificado na forma tentada. O jovem já havia sido considerado culpado em novembro do ano passado. Porém, a Relação do Porto ordenou a repetição do julgamento por considerar que não estava devidamente fundamentada a intenção de matar.

Um novo coletivo do Tribunal de São João Novo, no Porto, reapreciou o caso e manteve a pena de cinco anos e seis meses de prisão. Atendendo aos depoimentos do arguido, da vítima e das testemunhas, bem como das perícias médicas, os juízes ficaram com a "fundada convicção" de que Jaider "atuou com a intenção de tirar a vida ao assistente" e "só não o conseguiu" porque das três vezes que o esfaqueou "atingiu a grade costal" e não os órgãos vitais como pretendia.

O tribunal frisou que o arguido poderia beneficiar do regime especial para jovens, mas os juízes entenderam que, por não ter admitido a intenção de matar e não ter mostrado arrependimento, "subsistem exigências de prevenção geral elevadíssimas". Daí a manutenção da pena de prisão de cinco anos e meio e ainda a indemnização de 20 mil euros por danos não patrimoniais provocados à vítima. O Tribunal de São João Novo decidiu ainda que Jaider Júnior, que estava em prisão preventiva, assim irá continuar.

Invadiu escola e esfaqueou colega

Os factos remontam a janeiro do ano passado. Ao saber de que um colega, então com 16 anos, teria ameaçado a sua namorada, Jaider Júnior muniu-se de uma faca de mato e foi até à Escola EB 2/3 em Fânzeres, Gondomar. Em tribunal, arguido disse que a sua intenção era apenas de falar e assustar o jovem, mas mal o viu tirou a faca do bolso e esfaqueou-o. Primeiro, perto da orelha e, depois, nas costas.

Para o tribunal, Jaider atuou de forma insidiosa, com a intenção de provocar a morte ao outro jovem e só não conseguiu esse resultado porque a faca embateu na grade costal e foi segurado por um amigo.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG