Julgamento adiado

Jovem sem-abrigo roubou por esticão quatro idosas em Braga

Jovem sem-abrigo roubou por esticão quatro idosas em Braga

O Tribunal de Braga adiou, esta quarta-feira, para outubro, o julgamento de um jovem de 24 anos que está em prisão preventiva, acusado de ter roubado, por esticão, quatro mulheres idosas, uma delas com 100 anos, em Braga. O adiamento ficou a dever-se a impedimento do tribunal.

O arguido, Mariano Santos, é sem-abrigo e toxicodependente e já cumpriu pena de prisão por crimes idênticos.

A acusação do Ministério Público começa por indicar que, em 11 de setembro de 2021, às 19.45 horas, o homem, natural de Barcelos mas então residente no Centro Juvenil de São José, em Braga, se abeirou de uma mulher, de 78 anos, quando esta ia a pé pela Rua 25 de abril (junto à Escola D. Maria II, em São Lázaro) e lhe arrancou um fio de ouro, com medalha também em ouro (valendo 300 euros), tentando levar-lhe ainda, sem sucesso, a mala de mão.

PUB

No dia 19 desse mês, pelas 16.35 horas, é suspeito de ter abordado outra mulher, de 75 anos, retirando-lhe, por esticão, o fio de ouro que usava, no valor de 600 euros. Três dias depois, vitimou uma mulher de 100 anos: puxou pela bolsa que a vítima levava na mão, quando ia a entrar no prédio onde morava, na Rua dos Barbosas, em Braga - no interior, estavam 25 euros em dinheiro, as chaves do apartamento e um relógio que custara 700 euros.

No dia 24, praticou um quarto crime, desta vez acompanhado por outro homem, que a PSP não conseguiu identificar. Os dois abordaram uma outra idosa, de 73 anos, que, pelo meio-dia, circulava na Rua de Diu, roubando-lhe a carteira com 100 euros.

O arguido, a quem a PSP apreendeu, nesse dia, um dos porta-moedas furtados, é reincidente, uma vez que já foi condenado quatro vezes, duas das quais por roubo, uma por furto qualificado e uma quarta por furto de uso e condução sem carta.

Agora, está acusado de quatro crimes de roubo qualificado, um deles em coautoria, aguardando em prisão preventiva o julgamento, remarcado para outubro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG