Investigação

Judiciária faz buscas nos Bombeiros Voluntários de Mirandela

Judiciária faz buscas nos Bombeiros Voluntários de Mirandela

A Polícia Judiciária esteve, esta terça-feira, a realizar buscas no quartel dos bombeiros voluntários de Mirandela.

Tratou-se de uma operação inspetiva espoletada no âmbito de um inquérito após uma denúncia anónima, que acusa o presidente da direção daquela associação humanitária da autoria de diversas práticas, alegadamente ilícitas, que, a confirmarem-se, poderão indiciar crimes de natureza patrimonial.

As operações de busca também aconteceram na Câmara Municipal de Mirandela para recolha de documentos, nomeadamente de deliberações do executivo municipal, atas e verbas atribuídas à corporação de bombeiros.

Os inspetores da PJ também estiveram nas instalações do parque de campismo de Mirandela, onde a associação de bombeiros possui um restaurante. Até ao momento, a Polícia Judiciária está à procura de dados contabilísticos e ninguém foi constituído arguido.

O presidente daquela associação de bombeiros diz estar de "consciência tranquila e perfeitamente disponível para colaborar nesta investigação".

Marcelo Lago está na presidência da associação desde 2001 e foi reeleito, no final de 2019, para mais três anos de mandato.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG