Vila Real

Judiciária investiga casa onde "Piloto" terá roubado cobertores

Judiciária investiga casa onde "Piloto" terá roubado cobertores

A Polícia Judiciária investigou uma casa em Tojais, Vila Real, suspeitando que Pedro Dias poderá ter estado na habitação.

Segundo apurou o JN, a Polícia Judiciária terá tido conhecimento de movimentações na moradia, situada junto à Autoestrada A4, em Tojais, freguesia de Mouçós, Vila Real, e deslocou-se à casa na companhia dos proprietários, quarta-feira à tarde.

A proprietária da casa admitiu que desapareceram do estendal da casa dois cobertores e dois casacos, mas desconhece-se quando isso terá acontecido.

A PJ não detetou sinais de arrombamento e está a tentar apurar se "Piloto" esteve mesmo na casa e como terá entrado.

Pedro Dias, o homem suspeito de matar um militar e um civil, em Aguiar da Beira, distrito da Guarda, além de ter causado ferimentos a outras duas pessoas, uma delas também militar da GNR, tem sido procurado pela GNR e pela Polícia Judiciária desde o dia 11, data dos primeiros acontecimentos.

Na fuga, o homem terá sido já localizado em Arouca, distrito de Aveiro, de onde será natural, e na zona de São Pedro do Sul, onde um militar da GNR se terá baleado a si próprio, numa queda.

No domingo, uma patrulha da GNR também terá localizado o suspeito, em Vila Real, mas o homem acabou por conseguir novamente fugir.

Na segunda-feira, ao final da tarde, junto à aldeia de Carro Queimado, naquele concelho transmontano, foi encontrada a viatura que o homem terá roubado em Arouca para se deslocar até Vila Real.

Em Arouca, o homem também terá sequestrado duas pessoas, causando-lhes igualmente alguns ferimentos.