O Jogo ao Vivo

Difamação agravada

Julgamento da queixa de Sérgio Conceição contra diplomata foi adiado

Julgamento da queixa de Sérgio Conceição contra diplomata foi adiado

O julgamento de Francisco Seixas da Costa, diplomata e ex-secretário de Estado dos Assuntos Europeus, acusado de difamação agravada por ter chamado "javardo" a Sérgio Conceição nas redes sociais, em março de 2019, foi adiado para uma data ainda a definir.

O julgamento deveria ter começado no Tribunal do Bolhão, no Porto, mas num requerimento que o treinador do F.C. Porto fez chegar ao juiz, Sérgio Conceição informou estar na impossibilidade de estar presente, ao que tudo indica por motivos profissionais. O técnico deve, esta terça-feira, sentar-se no banco da equipa azul e branca que enfrenta o Nacional, num jogo a contar para a Taça de Portugal.

A juíza também decidiu adiar o julgamento do ex-diplomata porque o governo deve determinar um novo confinamento geral, condicionando assim o normal decorrer dos julgamentos.

Seixas da Costa vai a julgamento por ter apelidado de "javardo" o atual técnico do F.C. Porto numa publicação na rede social Twitter.

"Sérgio Conceição até parece não ser um mau treinador! Mas é - sejamos claros! - um javardo. Não vale a pena estar com eufemismos. E os adeptos do FCP que se revêm no seu estilo são isso mesmo - uns javardos. Como o são os adeptos do (meu) Sporting que gostam do Bruno de Carvalho", escreveu então Seixas da Costa.

Pouco depois, o ex-secretário de Estado dos Assuntos Europeus assumiu algum "exagero" nas palavras utilizadas para se referir a Conceição, mas já não foi a tempo de evitar o processo movido pelo F. C. Porto.

"Confesso que, de há muito, me desagrada bastante o modo como figuras de relevo do nosso futebol se comportam em público, dando mostra de uma imensa falta de respeito pelos adversários, servindo de exemplos negativos que ajudam à degradação do nosso futebol. A minha reação, neste caso particular, como já aconteceu face a atitudes de pessoas de outros clubes, entre os quais o meu próprio clube, foi a expressão extrema dessa minha indignação. Mas não me custa reconhecer que os termos não terão sido os mais felizes", acrescentou Seixas da Costa, mais tarde.

PUB

Ainda assim, não evitou o processo em que Sergio Paulo Marceneiro Conceição se constituiu assistente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG