O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Líder de associação viola e escraviza mulheres indefesas

Líder de associação viola e escraviza mulheres indefesas

Alfredo Marques Carvalho, presidente da "Paz no Coração", atualmente em prisão preventiva, vai responder por 60 crimes sexuais.

Acolhia vítimas de violência doméstica, atiradas para a rua com os filhos, ou mulheres sem-abrigo, em situação de extrema pobreza. Prometia-lhes um albergue em nome da solidariedade, que chegou a apregoar em vários programas de televisão. Mas Alfredo Carvalho tinha outra faceta. De acordo com o Ministério Público (MP), violava ou coagia sexualmente as mulheres indefesas, na sede da Associação "Paz no Coração", onde vivia, em Lisboa. Se não aceitavam serem as suas "escravas", eram ameaçadas com despejo. O medo de voltar a dormir na rua com filhos menores, levou várias delas a manter o silêncio e a submeterem-se ao agressor. Entretanto detido pela Polícia Judiciária de Lisboa, Alfredo Carvalho, 54 anos, está aguardar o julgamento, que começa em setembro, em prisão preventiva.

De acordo com a acusação do MP, uma das quatro vítimas, de origem africana, tinha acabado de chegar a Portugal, em setembro de 2018. Em Angola, onde tinha cinco filhos, era vítima de violência doméstica por parte do marido e procurou Portugal para fugir do inferno e ter uma vida melhor. Com duas filhas menores, procurou a Associação "Paz no Coração" para obter um quarto. Com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa ficou a pagar 400 euros de renda a Alfredo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG