PSP

Mãe suspeita de bater em professora que terá agredido o filho em Lisboa

Mãe suspeita de bater em professora que terá agredido o filho em Lisboa

Uma mulher de 32 anos foi detida pela PSP, em Lisboa, depois de ter alegadamente agredido a professora do filho. A presumível agressora estaria convencida de que a docente batera, no dia anterior, no menor.

O caso aconteceu na quarta-feira numa escola primária, em Campo de Ourique.

"A suspeita, mãe de um aluno de um estabelecimento de ensino na freguesia, deslocou-se à escola onde agrediu a professora de 54 anos motivada por um conflito entre alunos no dia anterior, que teria levado a uma agressão ao seu filho por parte da agora vítima", descreve esta quinta-feira, em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP.

Quando os polícias chegaram ao local, a mulher encontrava-se no chão, "a ser auxiliada por testemunhas que presenciaram o ilícito". No local, permaneciam ainda, "bastante exaltados", a suspeita da agressão e um familiar desta, "dirigindo-se à vítima de forma agressiva".

"Apesar das lesões não serem visíveis, a vítima foi transportada para uma unidade hospitalar, dado padecer de outras complicações que podem ter sido afetadas devido à agressão", acrescenta o Cometlis.

A mesma fonte precisa que a suspeita foi notificada para comparecer, esta quinta-feira, em tribunal, "para aplicação das respetivas medidas de coação". Está indiciada do crime de ofensas à integridade física.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG