Exclusivo

Mais de 350 confinados por causa da covid apanhados fora de casa

Mais de 350 confinados por causa da covid apanhados fora de casa

A GNR e a PSP detiveram, em 17 meses de pandemia de covid, 361 pessoas por terem furado a proibição de sair de casa a que se encontravam sujeitas por terem testado positivo ao coronavírus ou contactado com alguém infetado. Uma parte das detenções aconteceu na sequência de denúncias de terceiros às autoridades.

A medida foi instaurada a 22 de março do ano passado, aquando da implementação do primeiro estado de emergência. Inicialmente, os infratores incorriam numa pena de até um ano de prisão ou de até 120 dias de multa, mas, duas semanas depois, a punição máxima foi agravada em um terço, passando para até um ano e quatro meses de cadeia ou até 160 dias de multa. É esta última moldura penal que, desde então, se tem aplicado a quem viola o confinamento obrigatório e que, em caso de condenação a uma multa, pode implicar o pagamento de milhares de euros.

De acordo com dados fornecidos recentemente ao JN pela PSP e pela GNR, só até 31 de dezembro de 2020 foram detidas, neste contexto, 230 pessoas. Já nos primeiros sete meses deste ano, foram apanhadas 128. Desde 1 de agosto, mais outras três foram, segundo comunicados recentes detidas pela GNR, tantas quantas esta força de segurança contabilizara em julho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG