Exclusivo

Marcelo nunca soube que almoçou com suspeito de terrorismo

Marcelo nunca soube que almoçou com suspeito de terrorismo

Corpo de segurança pessoal do presidente da República também não recebeu informações sobre investigação a Yasser Ameen. Caso desvalorizado.

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, não tinha conhecimento que iria estar na presença de um suspeito de terrorismo, quando, em 2018, foi almoçar ao restaurante Mezze, em Arroios. E revelou que também o seu corpo de segurança pessoal não foi informado de que o iraquiano Yasser Ameen, que trabalhava no espaço de restauração, estava a ser investigado pela Polícia Judiciária, por pertencer ao Estado Islâmico. "Não, não havia informação", garantiu o chefe do Estado, na terça-feira.

À margem da apresentação de um evento cultural, Marcelo Rebelo de Sousa optou, no entanto, por desvalorizar o episódio, revelando que "antes desse almoço houve uma reunião preparatória" e que "não havia nenhuma contraindicação de segurança". "Isso é um problema de matéria classificada", disse ainda, antes de referir que a ausência de comunicação poderia fazer parte "da estratégia de fiscalização, [para] dar espaço e liberdade a quem pode ser uma pista para se encontrar outras estruturas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG