Acusação

Médico passa receitas para ir a congressos

Médico passa receitas para ir a congressos

Delegados de informação médica suspeitos de corromper clínico para atingir objetivos comerciais. Em menos de um ano, valores ultrapassaram os 152 mil euros.

Um médico do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e três delegados de informação médica foram acusados de terem montado um esquema de burla com falsas receitas, em que as contrapartidas do clínico eram promessas de pagamentos de congressos no estrangeiro, almoços ou treinos de ténis. Em menos de um ano, o médico passou 152 617 euros em receitas de medicamentos altamente comparticipados que eram depois vendidos a utentes reformados e pensionistas da Grande Lisboa, onde o delegado de informação médica tinha muitos contactos.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui