O Jogo ao Vivo

Premium

Médico testou positivo e foi trabalhar para o hospital

Médico testou positivo e foi trabalhar para o hospital

Diretor do Serviço de Anestesiologia já tinha estado em quarentena, mas três dias depois de realizar teste que confirmou infeção foi ao gabinete, no Hospital de Santo António, no Porto.

O diretor do Serviço de Anestesiologia e chefe de equipa da Urgência do Hospital de Santo António, no Porto, foi trabalhar para o hospital apesar de ter testado positivo à Covid-19, três dias antes. O regresso do médico à unidade de saúde, onde todos sabiam do seu estado de infetado, criou alarme entre médicos, enfermeiros e outros profissionais, ao ponto de o clínico ter sido encaminhado para casa.

O caso aconteceu no passado dia 15. De acordo com informações recolhidas pelo JN, Humberto Machado, de 54 anos, que contraiu a doença do novo coronavírus em meados de março, foi visto a entrar nas instalações do hospital. Quem o viu, acreditou, num primeiro momento, que o anestesista já estava curado. Mas, pouco depois, constatou-se que um exame efetuado três dias antes afinal tinha dado positivo. A informação de que o médico tinha ido trabalhar, apesar de o último teste o dar como ainda infetado, propagou-se, causando preocupação no hospital.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG