Premium

Melchior finge deslocações para receber mais dinheiro

Melchior finge deslocações para receber mais dinheiro

Melchior Moreira, ex-presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), acusado, com outros 20 arguidos, de crimes de participação económica em negócio, abuso de poder, peculato, recebimento indevido de vantagem e falsificação de documentos, terá inventado deslocações de trabalho para poder receber ajudas de custo a que não tinha direito.

O ex-vice-presidente do TPNP e antigo autarca de Lousada, Jorge Magalhães, assim como Isabel Castro, chefe de departamento operacional da entidade e amiga próxima de Melchior, também são acusados de receber indevidamente dinheiro com deslocações.

De acordo com a acusação do Ministério Público (MP), a que o JN teve acesso, o arguido, atualmente em prisão preventiva, aproveitou o facto de existir no TPNP um sistema de pagamento de quilómetros, efetuados em viaturas próprias, que os responsáveis tinham de fazer em representação da entidade.