PJ

Menina denunciou abusos quatro anos e mãe não acreditou

Menina denunciou abusos quatro anos e mãe não acreditou

A Polícia Judiciária deteve a mãe e o padrasto de uma adolescente, de 14 anos, por o homem ter abusado sexualmente da menina desde que ela tinha seis anos e a mãe por nada ter feito apesar de a filha a ter alertado por várias vezes ao longo dos anos.

O caso aconteceu em Espinho e os detidos são um operário fabril, de 43 anos, e uma auxiliar de ação médica, de 39. O casal vivia junto há 12 anos e os abusos terão começado três a quatro anos depois do início da relação. Primeiro carícias, que foram avançando até acabarem em relações sexuais completas.

Mãe não acreditou

Segundo informações recolhidas pelo JN, quando começou a ter alguma consciência do que lhe estava a acontecer, por volta dos dez anos de idade, a menina contou pela primeira vez à mãe o que se passava, mas foi ignorada. A progenitora achou que era tudo fruto da imaginação da filha e escolheu acreditar no companheiro. Manteve a mesma atitude ao longo dos últimos quatro anos, nas várias vezes em que a menor lhe contou o sofrimento por que passava às mãos do padrasto.

Leia mais na edição impressa ou na versão e-paper