Investigação

Menor resgatada pela PJ é filha de emigrantes lusos na Holanda

Menor resgatada pela PJ é filha de emigrantes lusos na Holanda

O menino resgatado pela Polícia Judiciária na Holanda é filho de emigrantes portugueses e foi trazido para Portugal pela mãe.

A mãe discordou da regulação da guarda partilhada e trouxe a menina para Portugal em finais de 2019. Desde então que não ia à escola nem via o pai ou a sua família. A Polícia Judiciária (PJ) localizou e resgatou a menina na Azambuja.

A menina de seis anos já terá sido entregue aos avós paternos e o pai deverá deslocar-se brevemente a Portugal. Já não a vê desde o final de 2019, altura em que a mãe a trouxe da Holanda.

Um coordenador da Diretoria do Centro da Polícia Judiciária acrescentou que se trata de um casal de portugueses radicado na Holanda e que se separou, não tendo a mulher concordado com a regulação da guarda partilhada fixada por um tribunal holandês.

"Como a mãe não se conformou, regressou a Portugal com a filha, tendo sido localizadas as duas na passada sexta-feira", explicou Carlos Chambel, adiantando que a sua vinda para o país "deu origem à abertura de um processo num tribunal de menores em Portugal", além de diligências por parte das autoridades para localizarem o seu paradeiro.

Segundo o coordenador, foram "várias as moradas" alvo de busca para tentar localizar a menor, que "estava impedida de ir à escola e de conviver com a família".

PUB

Carlos Chambel adiantou também que a criança já terá sido entregue aos avós paternos, acrescentando que, eventualmente, o pai da criança também virá a Portugal.

"A mãe foi constituída arguida, estando acusada do crime de subtração de menores e não de rapto, já que o dolo é diferente", sublinhou.

Entretanto, irá decorrer um processo no Tribunal de Família e Menores de Alcobaça.

Outras Notícias