Exclusivo Edição Impressa

Mesquita Machado sob suspeita no contrato do estádio do Braga

Mesquita Machado sob suspeita no contrato do estádio do Braga

Crimes de prevaricação e gestão danosa. Em nove anos, Câmara recebeu do clube 54 mil euros de rendas e pagou 900 mil de despesas

O Ministério Público (MP) e a Polícia Judiciária (PJ) de Braga estão a investigar, por suspeita da prática dos crimes de prevaricação e de gestão danosa, o contrato assinado, em 2004, entre a Câmara Municipal e o Sporting Clube de Braga, para a gestão do novo estádio municipal, construído aquando do Euro 2004, numa altura em que Mesquita Machado presidia à Autarquia.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG