O Jogo ao Vivo

Premium

Mexia e Neto afastados para evitar pressão a testemunhas

Mexia e Neto afastados para evitar pressão a testemunhas

António Mexia e João Manso Neto foram afastados dos cargos de presidentes da EDP e da EDP Renováveis, por decisão do juiz Carlos Alexandre, a fim de evitar o condicionamento de futuros depoimentos de testemunhas, funcionários das empresas.

A medida de coação, aplicada no processo das "rendas excessivas" - no qual se investigam alegados benefícios ilícitos da EDP em 1,2 mil milhões de euros -, é acompanhada da proibição de entrada em edifícios da empresa, de contactar os restantes arguidos e testemunhas, além da obrigação de entrega de passaportes, para impedir encontros com o ex-ministro Manuel Pinho, na China ou nos Estados Unidos. Também ficaram sujeitos a cauções de um milhão de euros cada.

Outras Notícias