Portalegre

Familiares de detido tentaram invadir centro de saúde em Campo Maior

Familiares de detido tentaram invadir centro de saúde em Campo Maior

Familiares e amigos de um homem, detido pela GNR de Campo Maior por furto, tentaram invadir o centro de saúde local, obrigando os militares a efetuar um disparo com bala de borracha. O indivíduo, suspeito de um furto num hipermercado, ter-se-á magoado quando fugia à perseguição da GNR.

O homem, de 35 anos, teria furtado produtos alimentares de um hipermercado de Campo Maior, este sábado. A GNR foi chamada ao local, mas quando chegaram já o suspeito estava em fuga, tendo sido perseguido e intercetado. Mas resistiu à detenção, não mostrando a identificação e impedindo a revista por parte dos militares.

De acordo com a GNR, "verificando-se a existência de uma escoriação no suspeito, em consequência da queda aquando da sua detenção, foi o detido encaminhado ao centro de saúde, local onde se juntaram vários familiares e amigos do suspeito, que tentaram forçar a entrada no referido estabelecimento".

Um militar efetuou um disparo com munição de borracha para que "fosse possível salvaguardar a segurança dos utentes e dos funcionários que se encontravam no interior do centro de saúde".

Só após a multidão ter dispersado é que o detido, já referenciado por diversos furtos, recebeu tratamento. O suspeito foi constituído arguido e os factos comunicados ao Tribunal Judicial de Elvas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG