Confrontos

Militares da GNR agredidos por suspeitos de assédio sexual em Vila Verde

Militares da GNR agredidos por suspeitos de assédio sexual em Vila Verde

Dois militares da GNR de Vila Verde foram agredidos durante esta noite de segunda-feira por dois homens, suspeitos de assédio sexual a uma jovem, que se encontrava na loja do Pingo Doce daquela localidade.

Dois militares da GNR de Vila Verde e dois detidos continuam ainda esta madrugada de terça-feira no Hospital de Braga, na sequência de confrontos aquando das suas detenções por alegado assédio sexual contra duas jovens que estavam na loja do Pingo Doce de Vila Verde.

Um forte contingente policial, da Esquadra de Intervenção do Comando Distrital da PSP de Braga e do Destacamento de Intervenção da GNR de Braga encontra-se fora e dentro do Hospital, onde dezenas de elementos de etnia cigana reclamam "inocência" dos dois detidos, ambos feridos, assim como os dois militares da GNR d um dos quais numa mão.

As detenções dos dois suspeitos, de 21 e 19 anos, ocorreram ao princípio da noite, quando uma patrulha da GNR de Vila Verde foi chamada a uma queixa por parte de duas jovens, que declararam estar a ser importunadas sexualmente pelos dois rapazes, em Vila Verde.

À porta do Serviço de Urgência do Hospital de Braga, Manuel Monteiro, primo dos dois detidos, residentes em Amares, afirmou ao JN que "deve ser tudo um mal-entendido, pois os dois rapazes não assediam ninguém".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG