Corrupção

Militares suspeitos de adulterar registos de radar de velocidade

Militares suspeitos de adulterar registos de radar de velocidade

O Ministério Público está a investigar seis militares da Brigada de Trânsito da Guarda por suspeitas de corrupção. Um deles porque alterou o expediente de infrações graves e muito graves, apanhadas nos radares móveis de velocidade, e os restantes elementos porque pediram ao colega para o fazer.

O JN soube que uma denúncia anónima desencadeou a investigação na justiça e no Comando Geral da GNR, que moveu entretanto processos de averiguação.

Um dos inquéritos põe em causa a conduta do responsável dos radares móveis no distrito que só no final da semana passada foi retirado preventivamente da função e viu negada a entrada num curso para promoção.

Leia mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outros Artigos Recomendados