Lisboa

Ministério Público acusa homem de mais de oito mil crimes de pornografia de menores

Ministério Público acusa homem de mais de oito mil crimes de pornografia de menores

O Ministério Público (MP) acusou um homem da prática de mais de oito mil crimes de pornografia de menores e pediu que o arguido continue em prisão preventiva enquanto decorre o processo.

De acordo com a nota divulgada no portal da Procuradoria-Geral da República (PGR), "no decurso da investigação foi apreendido ao arguido diverso material informático, designadamente computadores, smartphones e discos rígidos, que, em alguns casos, tinham instalados programas de navegação anónima na Internet e programas de partilha de dados, que permitiram aceder, guardar e partilhar ficheiros de vídeo e imagem".

Nos equipamentos apreendidos foi possível encontrar "milhares de ficheiros com conteúdos de abusos sexuais cometidos contra crianças com idades entre os 10 e os 16 anos".

O MP, cujo inquérito foi dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa e contou com a colaboração da Polícia Judiciária, adiantou ainda que o arguido partilhou ficheiros deste tipo de conteúdo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG