Exclusivo

Ministério Público pede absolvição de polícia por burla em herdade de luxo

Ministério Público pede absolvição de polícia por burla em herdade de luxo

O Ministério Público (MP) pediu a absolvição de um agente da PSP de Cascais e da mulher que estão a ser julgados por burla à Herdade da Malhadinha Nova, em Albernoa, Beja. Em alegações finais, na semana passada, o MP defendeu que há "falta de prova".

O casal, residente em Cascais, alojou-se naquela unidade hoteleira entre 6 e 8 de setembro de 2019. Usufruiu, duas noites, de alojamento, refeições, massagem, passeio de charrete, piquenique gourmet e volteio no picadeiro, no valor de 2580 euros, que não pagou.

Depois de contactarem a central de reservas da Malhadinha Nova, o casal fez a reserva. Informado de que esta tinha de ter como garantia um cartão de crédito, o casal disse à unidade de que "não dispunham de plafond no cartão", tendo "aceitado" a sugestão para fazer uma transferência bancária.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG