Queixa contra Ana Gomes

Ministério Público quer ver processos que envolvem Mário Ferreira

Ministério Público quer ver processos que envolvem Mário Ferreira

O processo de difamação movido por Mário Ferreira contra Ana Gomes foi novamente adiado. Antes das alegações finais, o Ministério Público (MP) quer ver os processos em curso contra o empresário e ainda um "dossiê de preços de transferências" do navio Atlântida.

Ana Gomes senta-se no banco dos réus do Tribunal do Bolhão, no Porto, por causa de um tweet onde chamou "notório escroque" ao empresário, classificando a venda do navio como "uma vigarice". No exterior, a embaixadora revelou que reforçou as suas convicções de que estamos perante "um conjunto de trapaças".

No início da audiência desta tarde de sexta-feira, procuradora do MP anunciou que seria útil perceber o estado dos processos contra Mário Ferreira e pediu a remessa dos seus pontos mais importantes, nomeadamente as denúncias que a eles tenham dado origem. Além disso, também requereu a junção de um "dossiê de preços de transferências" do navio Atlântida, referido por Mário Ferreira, que documentará os sucessivos movimentos e transferências de propriedade da embarcação da Douro Azul até chegar ao comprador final.

PUB

Mário Ferreira "disponível" para entregar documentação

Francisco Teixeira da Mota, advogado de Ana Gomes, congratulou-se pela decisão. "O que a procuradora está a pedir é o que também estamos a pedir desde o início do processo", afirmou. O advogado de Mário Ferreira não se opôs frontalmente, mas frisou que não é o seu cliente que está a ser julgado. "O assistente está disponível para entregar qualquer documentação que o tribunal considere relevante mas não vê qualquer pertinência ou interesse em prolongar o processo", explicou Tiago Félix da Costa.

A juíza acedeu ao pedido do MP e determinou que, além das notícias recentes sobre os processos judiciais envolvendo o empresário, se peça à Procuradoria-Geral da República e ao assistente as restantes informações pretendidas. A audiência fica assim suspensa até à receção daqueles documentos.

"Conjunto de trapaças", considera Ana Gomes

Já no exterior, Ana Gomes realçou aos jornalistas o novo interesse do MP em conhecer o dossiê de preços de transferências. E adiantou que, face aos últimos desenvolvimentos, nomeadamente as buscas aos escritórios e residências de Mário Ferreira, e "outros, como seja o o pedido e a desistência do empréstimo junto do Banco de Fomento, concorrem para reforçar a minha convicção de que estamos perante um conjunto de trapaças".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG