Exclusivo

Mistério no Luxemburgo: "A minha irmã foi brutalmente assassinada"

Mistério no Luxemburgo: "A minha irmã foi brutalmente assassinada"

A família sabe "muito pouco" sobre as investigações à morte de Diana Santos. A mulher, de 40 anos, foi encontrada morta, desmembrada e decapitada, na comuna francesa de Mont-Saint-Marin, junto à fronteira com o Luxemburgo.

Nesta terça-feira, os resultados de ADN confirmaram a identificação do corpo. O pai diz-se "abananado", o irmão e o filho lamentam a pouca informação e só querem "que se faça justiça". Diana estava, há vários anos, a viver no Luxemburgo.

"Na verdade não sabemos absolutamente nada. A minha irmã foi brutalmente assassinada. Peço aos amigos que possam saber alguma coisa, por mínima que seja, que contactem a polícia", afirmou, ontem, o irmão, Vítor Santos, num apelo emotivo. "Pouco nos disseram do lado do Luxemburgo", explicou também, ao JN, o filho de Diana, Francisco.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG