Premium

Montepio obrigado a pagar a vítimas de burla

Montepio obrigado a pagar a vítimas de burla

O Banco Montepio foi condenado a pagar mais de 30 mil euros a um casal de Coimbra vítima de um ataque de phishing em 2017. O banco terá ainda de pagar juros e quatro mil euros por danos não patrimoniais.

A instituição não "logrou demonstrar, como lhe competia, qualquer culpa" dos clientes burlados e terá de suportar o prejuízo. A decisão foi confirmada pela Relação de Coimbra.

A 11 de janeiro de 2017, um dos lesados, cliente do Montepio há mais de 40 anos, foi alertado pela gerente de conta para "uns problemas". Foi ao balcão, em Coimbra, e informaram-no de que três contas suas e da companheira haviam sido alvo de "ataque informático". Entre 3 e 11 de janeiro, foram efetuadas transferências e dezenas de pagamentos de serviços num total superior a 30 mil euros. Nenhuma autorizada pelos clientes.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG