O Jogo ao Vivo

Óbito

Morreu João Araújo, advogado de José Sócrates na Operação Marquês

Morreu João Araújo, advogado de José Sócrates na Operação Marquês

O advogado João Araújo, um dos defensores do ex-primeiro-ministro José Sócrates no processo Operação Marquês, morreu na última noite, em Lisboa, vítima de cancro.

Contactada pela agência Lusa, a funerária Servilusa adiantou que o velório de João Araújo realiza-se esta quarta-feira, a partir das 17.30 horas, na Basílica da Estrela, em Lisboa.

Na quinta-feira, indicou a Servilusa, haverá uma missa pelas 12.30 horas, estando a cremação prevista para as 14 horas no Cemitério do Alto Sâo João, Lisboa.

João Araújo, que formava com Pedro Delille a equipa de defensores do ex-primeiro-ministro, já se encontrava doente há algum tempo, tendo estado ausente das últimas sessões do debate instrutório da Operação Marquês.

José Sócrates já lamentou a morte do "amigo" e "advogado corajoso".

"João Araújo foi nos últimos anos um amigo e um companheiro leal que não esquecerei. Ela era um advogado corajoso e com uma profunda dedicação ao Estado de Direito Democrático", declarou o ex-primeiro-ministro à agência Lusa, acrescentando: "A sua morte deixa-me profundamente entristecido".

Na semana passada, Pedro Delille, quando fez as suas alegações no debate instrutório do processo, evocou o seu colega, destacando o seu árduo trabalho e a coragem de, desde o primeiro minuto em novembro de 2014, ter assumido a defesa de Sócrates num caso tão complexo e mediático como a Operação Marquês.

A notícia da morte de João Araújo foi avançada pela rádio Renascença.

Outras Notícias