Justiça

Morreu jovem baleado por ex-comparsa em esplanada de Braga

Morreu jovem baleado por ex-comparsa em esplanada de Braga

Carlos Galiano, o jovem de 25 anos que foi baleado por um ex-amigo, de 23, na madrugada de terça-feira, morreu ontem no Hospital de Braga, disse ao JN fonte familiar.

O suspeito, de 23 anos, conhecido em Braga pela alcunha "Max", foi ontem sujeito a prisão preventiva, por decisão do Tribunal de Guimarães. O crime ocorreu no bairro do Fujacal. "Max" disparou dois tiros no abdómen de Carlos Galiano. Horas depois, entregou-se à PSP, confessando o crime e que tinha atirado a pistola às águas do rio Este, que atravessa a cidade de Braga.

A arma ainda não foi encontrada. O arguido confessou o crime, também à PJ, dizendo que era "tempo de ajuste de contas".

A vítima, que teve de ser operada no hospital local, para lhe ser extraída uma bala que se alojou numa vértebra cervical, continuava ontem nos Cuidados Intensivos e acabou por não resistir à gravidade dos ferimentos.

Ao que o JN soube, agressor e vítima conheceram-se na juventude, em Amares, tendo ambos jogado futebol em clubes da zona. Na adolescência, começaram a consumir drogas leves e acabaram julgados, com outros 13 arguidos, por tráfico de droga de menor gravidade, e condenados a pena de prisão de um ano e meio, suspensa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG