Santarém

Morreu um dos militares da GNR feridos em acidente na A1. Outra vítima está em morte cerebral

Morreu um dos militares da GNR feridos em acidente na A1. Outra vítima está em morte cerebral

Um dos dois militares da GNR feridos com gravidade numa colisão entre um automóvel e um carro-patrulha na A1, na terça-feira, morreu esta quarta-feira, confirmou o Destacamento de Trânsito de Santarém da GNR.

Segundo apurou o JN junto de outras fontes, Carlos Pereira, de 28 anos e natural do Fundão, foi o militar que morreu esta manhã.

Vânia Martins, de 30 anos e natural de Proença-a-Nova, encontra-se ainda hospitalizada, mas estará em morte cerebral, apesar de não haver qualquer informação oficial quanto ao seu estado de saúde.

Na terça-feira, cinco pessoas ficaram feridas com gravidade na sequência da colisão, no sentido norte-sul, entre o nó de Torres Novas e a área de serviço de Santarém.

Em declarações à agência Lusa na terça-feira, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém revelou que o acidente ocorreu ao quilómetro 85 da autoestrada, pelas 11:30, quando a GNR "estaria a sinalizar o local".

Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, já divulgou uma mensagem de pesar pela morte do militar.

Outras Notícias