Investigação

MP confirma diligências e inquirição de testemunhas no caso Maddie

MP confirma diligências e inquirição de testemunhas no caso Maddie

O Ministério Público confirmou, esta quinta-feira, que há "diligências em curso" no caso Madeleine McCann, "designadamente, inquirição de testemunhas."

"O processo encontra-se em investigação, com diligências em curso, designadamente, inquirição de testemunhas", refere o Ministério Público (MP), em comunicado.

"No âmbito deste inquérito são apreciados todos os factos com relevância penal que chegam ao conhecimento do Ministério Público, realizadas todas as diligências que se revelem pertinentes", sendo que "a investigação tem-se desenvolvido com cooperação das autoridades inglesas e alemãs", acrescenta o comunicado.

Foi esta cooperação que levou à nova linha de investigação, anunciada, na quarta-feira, que aponta para um novo suspeito, um homem alemão, de 43 anos, que está preso na Alemanha, que residia no Algarve e frequentava a praia da Luz, em Lagos, de onde Madeleine desapareceu a 3 de maio de 2007.

O homem tem cadastro por violação a uma mulher, abuso sexual de crianças e assaltos a hotéis e casas de férias, segundo as autoridades.

Recorde-se que o processo tinha sido arquivado em 2008 pela Procuradoria-Geral da República. Na altura, tinha três arguidos, Robert Murat, residente na praia da Luz, e os país de Madeleine, Kate e Gerry McCann. Foi reaberto em 2013 por terem sido surgido novos elementos de prova, e a investigação entregue à Polícia Judiciária (PJ) de Porto.

O inquérito corre termos na secção de Portimão do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro, continuando a investigação liderada pela PJ do Porto, com a colaboração de inspetores da Diretoria do Sul e do Departamento de Investigação Criminal de Portimão.