Exclusivo

Mulher atingida a tiro continua em estado crítico e suspeito a monte

Mulher atingida a tiro continua em estado crítico e suspeito a monte

Os boatos da morte da esteticista atingida a tiro pelo marido, segunda-feira de manhã, no Marco de Canaveses, e do paradeiro do suspeito marcaram o dia, mas nenhuma das informações se confirmou, pelo menos, até ao final da tarde desta terça-feira.

A vítima do disparo, Cláudia Barros de 39 anos, continua em estado crítico, no Hospital de S. João. E a GNR e a Polícia Judiciária continuam a tentar apurar o paradeiro do ex-marido, de 44 anos, daquela mulher.

O crime terá sido premeditado. Antes de disparar sobre a ex-mulher, aquele foi tranquilamente levar o filho de sete anos à escola da Barroca, a dois quilómetros de casa, em Rio de Galinhas. Depois, voltou à vivenda no Campo Novo do Ramalhães e, no gabinete de estética onde a mulher trabalhava, no res-do-chão, terá atingido Cláudia Barros no sobrolho com um tiro de revólver. Ato contínuo, partiu o telemóvel, embrulhou-o num saco e atirou-o para um contentor de lixo. Depois, terá fugido, de carro. O telemóvel foi recuperado pela GNR e entregue à PJ.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG