Pandemia

Mulher com covid-19 quebrou confinamento e foi ao hospital de táxi na Feira

Mulher com covid-19 quebrou confinamento e foi ao hospital de táxi na Feira

A PSP da Feira identificou uma mulher, de 58 anos, por incumprimento de isolamento obrigatório, na manhã desta quinta-feira. Depois de ter estado no centro de saúde de São João da Madeira, foi de táxi ao Hospital da Feira.

A mulher, residente em São João da Madeira, sentia dores de garganta e deslocou-se ao centro de saúde da cidade. Ao ver o registo clínico da paciente, o médico ficou a saber que a mesma tinha covid-19 e o dever de confinamento obrigatório.

Depois de a consultar, recomendou que fosse para casa e contactasse a Linha Saúde 24. Contudo, a mulher não terá ficado satisfeita com o conselho do médico e decidiu chamar um táxi, onde viajou até ao Hospital S. Sebastião, na Feira.

Já na triagem, não referiu que era doente covid e foi, por isso, encaminhada para a área comum do Hospital e não para a zona covid, como deveria ter acontecido.

Esteve lado a lado com outros doentes até ser atendida por um médico que a encaminhou depois para a especialidade de otorrino, ainda sem saber que a mesma estava infetada com o coronavírus.

Só nesta consulta da especialidade o médico, ao consultar o registo clínico da mulher, acabaria por ficar a saber que a mesma tinha o dever de confinamento obrigatório devido ao resultado positivo do teste efetuado no passado dia 19.

Foi chamada a PSP que tomou conta da ocorrência, seguindo o auto para Tribunal. A doente acabaria por ser transportada por uma ambulância de uma empresa privada até à sua residência, sendo acompanhada por polícias da esquadra de Santa Maria da Feira.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG