Exclusivo

Mulher doente espanca mãe até a matar

Mulher doente espanca mãe até a matar

Vizinhos ouviam discussões entre as duas mas não imaginavam desfecho trágico. Polícia Judiciária está a investigar.

Na Rua Teixeira de Pascoais, a poucos metros do Tribunal de Oeiras, esta quarta-feira vivia-se um ambiente de consternação. Os vizinhos de Joana, de 40 anos, suspeita de ter espancado a mãe, Adelaide, uma professora reformada de 71 anos, provocando-lhe a morte, já estavam habituados às discussões entre as duas, mas nada que fizesse antever o que aconteceu na madrugada de quarta-feira. Quando a PSP e os bombeiros chegaram ao local, depois dos vizinhos ligarem para o INEM, já nada havia a fazer para salvar a septuagenária. A Polícia Judiciária está a investigar o caso.

Eram 2.47 horas quando a vizinha de Joana e Adelaide, que preferiu não ser identificada, começou a ouvir "um som, como um batuque, como quando batemos com a cabeça na parede, mas repetidamente, e gritos e, depois, silêncio". "Durou cinco minutos. Não percebia se os gritos eram da mãe ou da filha. Não houve nenhuma discussão antes, ao contrário das outras vezes. Aconteceu de repente", conta ao JN, ainda perturbada. Chamou o INEM e enquanto esperavam ainda desceu com o filho ao andar de baixo para tentar ajudar, mas nem mãe nem filha responderam.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG