Em Atualização

Mulher morta a tiro por engano após perseguição policial em Lisboa

Mulher morta a tiro por engano após perseguição policial em Lisboa

Uma mulher morreu, esta quarta-feira de madrugada, depois de ter sido atingida por um disparo acidental, na sequência de um tiroteio entre a polícia e assaltantes.

O caso começou cerca das 3 horas da manhã, quando dois homens roubaram um multibanco da Caixa Geral de Depósitos, no Pragal.

Segundo a PSP, quando as autoridades chegaram ao local, os suspeitos já se tinham colocado em fuga e o caso foi entregue à Polícia Judiciária.

No entanto, os suspeitos, que terão sido avistados, ter-se-ão dirigido para Lisboa e sido intercetados na Segunda Circular.

Em circunstâncias ainda por apurar, uma mulher morreu aparentemente na sequência de uma bala perdida, soube o JN junto de fonte policial.

O alerta para o INEM foi feito às 3.45 horas. A mulher foi morta na Segunda Circular, no sentido sul-norte, perto das bombas de combustível.

A origem do tiro será esclarecida pela PSP, ainda esta manhã, em comunicado.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG