Premium

Nova absolvição para homem acusado de agredir mulher "moderna" e "autónoma"

Nova absolvição para homem acusado de agredir mulher "moderna" e "autónoma"

O Tribunal de Viseu manteve a absolvição de um homem acusado de violência doméstica, cujo acórdão causou polémica por ter considerado "pouco crível" que uma mulher "moderna" e "autónoma" se sujeitasse a uma relação agressiva do marido durante seis anos.

O acórdão, de outubro de 2017, tinha sido alvo de recurso, tendo o Tribunal da Relação de Coimbra ordenado ao coletivo que fundamentasse a decisão.

Ontem, no Tribunal de Viseu, Carlos Oliveira, presidente do coletivo de juízes e atualmente no Tribunal de Leiria, leu o novo acórdão, condenando o arguido Ângelo Loureiro apenas por detenção de arma proibida a multa de 1600 euros. Absolveu-o do crime de violência doméstica contra a então mulher.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG